Acessibilidade
Contraste

05 de maio de 2021

Artistas e mediadores celebram contrato para exposições da Galeria Sesc

Edital atraiu 86 inscrições de trabalhos, dos quais foram selecionados três para iniciar exposição a partir de junho

Na tarde da terça-feira, 4 de maio, o presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, participou da solenidade de assinatura do contrato com os artistas e mediadores das exposições da Galeria Sesc 2021, em Natal. O momento foi oportuno para parabenizar o talento dos três artistas selecionados, por meio de edital, que contou com 86 inscritos. Inclusive, o quantitativo superou as 69 inscrições dos três anos anteriores.

“O Sistema Fecomércio tem o compromisso de apoiar e fomentar a cultura e os artistas. Enfrentamos momentos difíceis e o segmento foi um dos mais impactados pela pandemia. No estado, a Galeria de Exposição do Sesc se destaca pela qualidade dos trabalhos e por ser um elo entre a classe artística e a sociedade”, comenta Marcelo Queiroz.

Nesta edição, foram contemplados três projetos, em que cada artista receberá o valor de R$ 3.500,00 (valor bruto). As mostras durarão de 30 a 40 dias úteis, com previsão início a partir de junho.

Para a artista Gabriely Varela, expor seu trabalho na Galeria Sesc é uma oportunidade ímpar para sua carreira. O projeto escolhido foi "Igbá Ayó Ò?Dàrà" – O universo mítico dos orixás. “Iniciei este trabalho há menos de um ano e já tenho a oportunidade de expor. Sou muito grata ao Sesc por manter a Galeria e dar chance aos artistas potiguares. Convido a todos para conhecerem e mergulharem neste mundo cultural das exposições”, diz.

No processo foram selecionados seis mediadores, entre 206 inscritos, que também assinaram o contrato na solenidade. A mediação é um dos diferenciais da Galeria Sesc, por promover a interação entre o contexto da obra e o público. Mesmo no formato virtual, adotado em 2020 em virtude da pandemia pela Covid-19, o projeto continuou a oferecer essa mediação, sendo realizada via plataformas digitais.

De 2015 a 2020, o projeto desenvolveu 32 exposições, durante todo ano, de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h, e atingiu um público de mais de 20 mil pessoas que participaram de visitas mediadas, debates, oficinas e outras ações.

Cultura na pandemia

Como uma das missões institucionais promover os movimentos artísticos, o Sesc RN, remodelou seu formato de oferecer cultura ao público e auxílio à classe artística.

Desde 2020, vários projetos foram realizados no formato virtual, entre eles: Poti-Cultural (duas edições), com 90 trabalhos selecionados e um investimento de aproximadamente R$ 100 mil; Aldeia Sesc Seridó com mais de 70 vídeos exibidos; Ação Sesc de Literatura Rosa de Pedra com público de 2.300 pessoas em seis dias de evento; Semana do Livro Infantil e Invasão Geek, com realização em maio.

Veja outras notícias